quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Sexto signo astrológico do zodíaco, situado entre Leão e Libra e associado à constelação de Virgo. Seu símbolo é uma virgem. Forma com Touro e Capricórnio a triplicidade dos signos da Terra. É também um dos quatro signos mutáveis, juntamente com Gêmeos, Sagitário e Peixes. Seu Signo é do Elemento Terra: este é o Elemento da concretização, da tomada de forma, da densidade e peso. Ele dá uma estrutura concreta a todas as coisas, confere solidez e substância quando moderado. Mas é também o Elemento que prende, rigidifica e limita quando excessivo. Nos signos do elemento Terra, a expressão da identidade assume um caráter mais reservado e contido, tornando-se funcional e pragmática. Sol em Virgem: "Sou o que analiso e purifico". O indivíduo conhece-se pela sua capacidade de análise detalhada e funcional. Pureza, perfeição e eficiência ajudam-no a perceber quem é. Arrisca-se a cair num excesso de criticismo e em perfeccionismos descabidos. Interpretação: Engenhosidade, discernimento e prestimosidade. Habilidade mecânica. Atração por medicina e química. Aprendem com facilidade. Vivem à procura da evolução do próprio intelecto. Alertas, agudas, em matéria de negócios. Normalmente têm bom domínio da linguagem, falando e escrevendo bem. Adoram a riqueza, abundância e a cultura. Não são hábeis para economizar dinheiro.


A INFLUÊNCIA DA LUA NA VIDA DA MULHER Desde a antiguidade a Lua tem sido venerada como a personificação do princípio divino feminino. Os cultos da Grande Mãe originaram-se na Era de Câncer (8.600 AC) e no decorrer dos milênios várias culturas e civilizações veneraram Deusas Lunares conhecidas sob diversos nomes e representações, de acordo com o país de origem. Os estudos das antigas tradições e mitologias revelam que a interpretação da Grande Mãe como uma Deusa Tríplice (Donzela, Mãe, Anciã) foi baseada no ciclo das fases da Lua (crescente, cheia, minguante). Desde a antiga Babilônia três era um número sagrado simbolizando início, meio, fim/, nascimento crescimento, morte/, infância, idade adulta, velhice/, corpo, mente, espírito/, pai, mãe, filho. Como símbolo do princípio feminino a Lua representa os estados da alma, os valores do inconsciente, as emoções e o psiquismo, a receptividade, sensitividade, fertilidade, inspiração e intuição. As fases lunares caracterizam aspectos psicológicos e estágios de transformação que acompanham a trajetória mensal e anual da vida da mulher. A Lua influencia o desenvolvimento e o crescimento das plantas, o movimento das marés e dos fluidos corporais, o ciclo menstrual, a concepção, geração e nascimento do todos os seres vivos.


"O batuque é a essência da cultura". Esta é a definição de batuque que consta de uma placa comemorativa exposta no Parque Memorial Quilombo dos Palmares: "Os sons dos tambores, berimbaus, adufés (pandeiro) e agogôs, levam homens e mulheres a sintonizar profundamente com seus corpos e espíritos, através da ginga da capoeira, da congada, do maracatu e do samba. Os acontecimentos da vida cotidiana, como nascimentos, mortes, plantios, colheitas, vitórias e manifestações da natureza, eram comemorados comunitariamente com danças, músicas e baticuns. Antigamente, os toques eram também um precioso meio de comunicação entre os guerreiros e entre o divino e o profano." Os batuques eram realizados pelos escravos em dias de festas tais como as de santos e comemorações ligadas às famílias de senhores de escravos; após a jornada de trabalho na lavoura ou nos sábados e domingos à noite, nos terreiros das fazendas, tendo sido em tais ocasiões que os viajantes os assistiram e posteriormente registraram.


Aqui no CalangoTattoo Piercing temos o hábito de valorizar o amor entre as pessoas e entre a família, através de lindas tattoos de homenagem. Tia e Sobrinha, almas gêmeas, amor verdadeiro...


La Catrina (1a sessão em andamento)


Amor fraternal é um sentimento de carinho muito forte, de dedicação, de interesse pela figura do outro, gerando sentimentos positivos e construtivos, podendo até em certos momentos, levar o indivíduo a fazer grandes sacrifícios, que só sería capaz de fazer por ele mesmo. É um sentimento de dedicação absoluta, sem qualquer outro interesse, que não seja o fazer o bem, sem jamais desejar algo em troca.